Teu beijo é mel

Um mel viciante 

um mel desconhecido

jamais provado

pelos meus lábios.

nordestiana, uma carta especial de D.

hoje uma estrela errou o céu

me acertando em cheio
o peito

Geraldo de Barros.

Saturno

Você é tão bonito. Perdi tudo o que fui na esquina do seu corpo vazio. O silêncio de suas tristezas é tão gritante e atormentador que me fez berrar teu nome e você gritou de volta na mesmo hora, em mesmo som. É o eco do seu oco, daria meu peito cru pra saber quem te arrancou as estrelas e deixou seu teto nu.

Oi vocês?

vazioagudo

ando meio
cheio de tudo.

Paulo Leminski

paisagem incompleta

tenho os jardins em que guardei as chuvas 

                              que tuas mãos começaram

leio as entrelinhas que você decifrava
                   quando as ausências roubavam os sentidos

ouço o vento que você traduzia
          quando as janelas ainda estavam fechadas

e mesmo assim, a língua saliva o que falta
saudade é uma palavra com vocação para infinito

Ehre

ruasincertas: Tô usando um bg seu...

Obrigada por avisar, ficou lindão

Para te amar
Eu viverei sofrendo
Mas já não resiste
O coração
Quero viver triste
E então.
— Chico Buarque.

No peito a saudade cativa

faz força pro tempo parar…

Vem que eu te quero todo meu.
— Chico Buarque 
Ao contrário de futuros amantes
o meu amor tem pressa
ele não faz silêncio
e corre depressa.
Esperando encontrar-te
em qualquer rua dessas.
Chico Buarque.   

Risco

 arrisca em mim

    o que quebre
    o que grite

    o que desaninhe
    meu tigre e meu
        riso

    arranca o fôlego
        a raiz
            o juízo

    e deixa que o resto
        se precipite